Comentário Art. 2º – VI do Código de ética dos administradores: Cuidados no zelo por sua reputação pessoal e profissional

Um administrador que se preze estará sempre atento às suas decisões profissionais e pessoais e em como elas refletem nos outros ou com são interpretadas por eles, veja porque:

Art. 2º  – VI – zelar por sua reputação pessoal e profissional, bem como pelo prestígio e dignidade da profissão;

Zelar pela reputação pessoal abrange todas as áreas da vida pessoal e social do administrador.

Sua relação com a família, com suas finanças pessoais, com os vizinhos, amigos e seu comportamento nas redes sociais.

Por isso todo cuidado é pouco.

As pessoas podem até não descobrir como anda exatamente sua vida familiar ou financeira, mas, seu comportamento em público sim.

Ainda mais se for através das redes sociais, então essa visualização ganhará proporções ainda maiores.

Entretanto, muitos ainda não se deram conta de como sua vida nas redes sociais pode interferir em como você é visto perante sua classe profissional.

Por isso, acabam prejudicando a própria carreira por não refletirem no impacto que aquela situação pode causar para outras pessoas.

Por exemplo, algumas empresas preferem não contratar profissionais cujo a maioria das fotos sejam de bebedeiras.

Ou ainda com gestos considerados agressivos ou palavreado de baixo calão.

Afinal de contas essa pessoa, se contratada, estará vinculada à marca da empresa.

Agora, mesmo que sua vida social e familiar estejam ótimas, você ainda precisa zelar por sua reputação profissional.

Isso porque não adianta possuir a melhor qualificação, fluência em vários idiomas e boa experiência, se não souber trabalhar em equipe.

Você pode ter todo curso que imaginar, se não souber a importância de desenvolver sua inteligência emocional, terá problemas.

O profissional ideal é aquele que reúne habilidades técnicas, habilidades comportamentais e sabe lidar com pressão.

Seja essa pressão por resultados ou por saber trabalhar em um ambiente que não seja confortável.

A forma como você é visto por seus colegas de trabalho possui grande peso na avaliação que você terá da sua reputação profissional.

E encerrando, o inciso traz ainda o zelo com o prestígio e dignidade da profissão.

Certamente, um profissional que zela por sua reputação pessoal (incluindo nas mídias sociais) e por sua reputação profissional não terá dificuldades em atender a parte final deste inciso.

Um administrador atento a sua postura, decisões e palavras automaticamente zelará pelo prestígio e dignidade da profissão.

De mesmo modo o contrário, refletindo indiretamente em sua categoria profissional ao abrir mão de valores e de sua integridade.

Posted in

Jadir Tosta Junior

Trabalhei por mais de 10 anos em grandes multinacionais como: Unilever, XEROX e VONDER. Atuo como Administrador concursado desde Novembro de 2011 em um órgão no Estado do Espirito Santo. Sou apaixonado por marketing digital e também por empreendedorismo, por isso, passo parte de minhas noites atuando como Consultor de Marketing de Digital/Inbound Marketing e Vendas pela internet e principalmente, fazendo algo que adoro: escrever aqui no blog.

Deixe um Comentário





Art. 13° Parágrafo 2°

Art. 13° Parágrafo 2° – Devolução da Carteira de Identidade Profissional

Por Jadir Tosta Junior | 10 de dezembro de 2020

Segundo o Art. 13° Parágrafo 2°, você pode ter o seu registro de administrador suspenso ou cancelado, caso comenta alguma infração grave. Essa punição é uma forma de impedir que você exerça a profissão temporariamente ou definitivamente. Profissionais que descumprem os padrões éticos do código de ética, podem ser punidos de acordo com as regras…

Art. 15 Inciso I

Art. 15 Inciso I – Advertência em casos de violação de regras cometidas por profissionais de administração

Por Jadir Tosta Junior | 10 de dezembro de 2020

Há diversos direitos que um profissional de administração possui, mas há muito mais deveres – e é exatamente sobre isso que o Art. 15 Inciso I fala.  Ao se tornar um trabalhador; seja você, registrado, liberal ou autônomo, a sociedade, as organizações e o Conselho Federal de Administração esperam que você cumpra com as regras…

Art. 14 – Sanções constatadas no registro profissional

Por Jadir Tosta Junior | 10 de dezembro de 2020

Ao terminar seu curso de administração e adquirir o diploma, você deve realizar um juramento, de acordo com os princípios éticos e morais que fazem parte da vida profissional dos administradores. Porém, de acordo com o Art. 14, caso você descumpra o juramento, poderá ser penalizado. A punição pode ser uma advertência, suspensão ou até…

Aprenda com as experiências e use as lições no futuro

Art. 15 Inciso II – Advertência em casos de infrações cometidas por administradores

Por Jadir Tosta Junior | 10 de dezembro de 2020

Você sabia que de acordo com o Art. 15 Inciso II, se cometer uma infração definida nos Incisos I a IX do Art 3°, irá receber uma advertência e dependo do caso, o registro do ocorrido poderá constar no registro profissional? Atos como tratar outros profissionais sem urbanidade, se recusar a cumprir suas atividades trabalhistas…

Art.  13 Parágrafo 1

Art. 16 – Censura em caso de infrações que violem o código de ética

Por Jadir Tosta Junior | 10 de dezembro de 2020

Você sabia que de acordo com o Art. 16, caso cometa algumas das infrações definidas nos incisos X a XIV do artigo 3°, poderá sofrer censura do Conselho Federal de Administração da sua regional? Em caso de advertência, o documento enviado será totalmente reservado a você. Porém, a censura será pública. Ou seja, o acontecido…

Art. 5° Inciso VI

Art. 17 – Suspensão em casos de infrações cometidas por administradores

Por Jadir Tosta Junior | 10 de dezembro de 2020

De acordo com o Art. 17, as infrações cometidas por administradores nos incisos XV a XVIII do Art. 3°, podem levar a suspensão do registro profissional. O código de ética para administradores é o documento no qual há informações sofre regras, direitos, deveres e violações. As infrações que podem fazer com que você seja punido…