Art. 2° Inciso II

Art. 2° Inciso II – Direitos dos clientes

O Art. 2° Inciso II deixa claro que o profissional de administração, mesmo em períodos de incertezas e dúvidas referentes ao trabalho, deve escolher um caminho mais honesto em que toda a sociedade será beneficiada.

Isso significa que é preciso trabalhar de forma honesta e competente para que os direitos do cliente sejam sempre mantidos.

O Código de Ética dos Profissionais de Administração (CEPA) regula os direitos e deveres dos profissionais de administração.

O profissional de administração possui obrigações perante a sociedade. Seu diploma deve ser acompanhado de honestidade, credibilidade e razão.

Assim como você, seus clientes possuem interesses e direitos. Como profissional, você precisa identificar como pode representar os seus consumidores e como pode ajudá-los a resolver um problema em questão.

Como o Art. 2° Inciso II funciona?

É importante encontrar meios, totalmente éticos, de evitar a má gestão de recursos financeiros e materiais. Dessa forma, se torna mais fácil realizar um bom trabalho com foco em resultados positivos e totalmente íntegros.

Lembre-se que empresas privadas, órgão públicos e profissionais autônomos precisam do seu trabalho.

Esteja totalmente aberto para ouvir os anseios, preocupações e dores do seu cliente. Eles necessitam de seu conhecimento e experiência para que os problemas sejam resolvidos.

Siga sempre os princípios da moralidade, legalidade, segurança jurídica e eficiência.

O planejamento e gestão do seu trabalho devem estar profundamente conectados à ética e honestidade.

Embora esses quesitos sejam obrigatórios, nem sempre eles são postos em prática. Isso de fato, não deveria acontecer, pois toda a sua reputação profissional pode ser colocada em risco se uma de suas ações for realizada de modo impróprio e desonesto.

Por isso, entenda que todo o seu comportamento deve ser baseado em princípios e valores. As pessoas não apenas necessitam do seu trabalho, mas também, desejam que você tome decisões de modo íntegro, sem prejudicá-las.

Pequenos erros propositais podem interferir em toda a sua carreira e na qualidade do serviço prestado. O Conselho Federal de Administração leva essa regra muito a sério.

O cliente te procura para que você possa prestar um trabalho de qualidade, totalmente focado em resultados. Mas ele quer que o seu caráter venha em primeiro lugar. Como você poder, o Art. 2° Inciso II deixa bem claro a importância de trabalhar de forma honesta e ética.

Se você quer ter mais informações sobre o Código de Ética do Administrador, clique aqui.

Sair da versão mobile